Animação de loading

É Carnaval, ninguém leva a mal! Parque Biológico da Serra da Lousã com ofertas para os mais pequenos nesta época festiva

Os dias de folia estão de regresso à maior mostra de fauna e flora autóctone nacional É em plena Serra da Lousã que se situa um Parque Biológico para explorar, e um Hotel para dormir embalado pelo som das corujas

08 Fevereiro 2024 | Cultura, Turismo com Propósito Social, Eventos, Fundação ADFP

O mês de fevereiro irá trazer consigo as comemorações do Carnaval a esse mesmo sítio: o Parque Biológico da Serra da Lousã. Para isso, no domingo e na terça-feira de Carnaval (dias 11 e 13 de fevereiro), as crianças até aos 12 anos, quando acompanhadas de adultos, e que se apresentarem mascaradas, não irão pagar bilhete de entrada no Parque. 

O Parque Biológico da Serra da Lousã é a maior amostra da fauna selvagem e flora autóctones do país, distribuídas ao longo de um percurso de cerca de 4 km no seio da Natureza. Situado no centro de Portugal, em Miranda do Corvo, espécies selvagens raras como linces, lobos, ursos, veados, javalis, raposas, entre outras, têm casa aqui, e proporcionam aos visitantes a oportunidade única de ver estes animais bem de perto. As crianças deliram, e os adultos “derretem-se”!

O Parque, tem também uma das maiores representações nacionais das raças autóctones da agro-pastorícia tradicional.

No Hotel Parque, mesmo ao lado do Parque Biológico, e de onde se avistam alguns dos animais que aqui habitam, escutam-se as corujas a embalar-nos à noite, e os pássaros a cantar logo pela manhã, tornando qualquer acordar mais encantado. 

Juntamente com o Templo Ecuménico Universalista, também em Miranda do Corvo, e com o Conimbriga Hotel do Paço, em Condeixa, estes espaços são propriedade da Fundação ADFP, integrando o projeto de “Turismo com Propósito Social” da instituição que é a mais eclética e inclusiva IPSS a nível nacional, e uma das mais inovadoras a nível europeu, as receitas geradas por estas atividades turísticas são reinvestidas na missão social.

Comentários