Animação de loading

Utentes do CACI, FSO, e Residência Esperança dão as boas-vindas à Primavera no Parque Biológico!

Dias bonitos e alegres, numa semana harmoniosa

24 Março 2023 | Social, Deficiência, Saúde Mental, Saúde, Turismo com Propósito Social, Serviços, Educação e Formação, Visitas, Eventos, Atividade Agroflorestal, Ambiente

O CACI - Centro de Atividades para a Capacitação e Inclusão, FSO – Fórum Socio-Ocupacional, e Residência Esperança, respostas sociais da área da doença mental e da deficiência da Fundação ADFP, comemoraram de forma alegre e prazerosa a chegada da Primavera, numa semana em que existem inúmeras celebrações e dias comemorativos relacionados com o meio-ambiente.


“Os utentes começaram a semana em grande: ativaram o modo jardineiro, puseram mãos à obra, e renovaram o jardim do espaço exterior de lazer do CACI”, refere Andreia Antunes, Diretora Técnica desta resposta social na área da deficiência e saúde mental da IPSS.


“Pessoas diferentes que fazem pontes de comunhão, inclusão, entendimento, cooperação. É mesmo na diferença que somos mais iguais. A doença mental é uma temática que me é verdadeiramente especial. Importa trabalhar para inclusão, para o fim do estigma a ela associada.”, palavras de Gonçalo Moura da Costa, Enólogo e Agrónomo que acompanhou a atividade da plantação de árvores por parte dos utentes, no Parque Biológico da Serra da Lousã, no âmbito das comemorações do Dia da Árvore e Dia Internacional das Florestas.


Percorridos os caminhos que vão dar até um dos corredores mais altos do Parque Biológico, foi lá que os utentes e as suas incríveis animadoras Dina Araújo, Diana Teixeira, Catarina Alves, Sara Ferreira, Gabriela Correia, que os acompanham diariamente, e que partilham momentos tão especiais e bonitos como estes, deixaram a sua marca no Parque, plantando cerca de 20 árvores.


“Os espaços de animação e socialização, bem como este tipo de atividades lúdicas são fundamentais para a estimulação cognitiva, psicológica, social, e educacional dos nossos utentes, bem como para os sensibilizar e cativar na missão que é a preservação da Natureza que o ser humano tem que fazer, e valorizar cada vez mais. Além disso, fundamentalmente, também é notória a felicidade que eles espelham ao fazer estas atividades e interações no meio ambiente”, referem as animadoras.


Esta é uma semana repleta de atividades no Parque Biológico da Serra da Lousã, tendo-se iniciado a semana com o Equinócio de Primavera a chegar na segunda-feira, dia 20, momento que ficou registado pelo meio-dia solar desse mesmo dia, no Templo Ecuménico Universalista, situado no topo da colina do Parque.
No dia 21 de março, terça feira, comemorou-se o Dia mundial da Poesia, Dia Internacional das Florestas, e o Dia Mundial da Árvore. Já na quarta-feira, dia 22, celebrou-se o Dia Mundial da Água, sendo quinta-feira, dia 23, o Dia Mundial da Meteorologia.


De maneira a assinalar estes dias tão importantes e especiais para a preservação da Mãe Natureza, todos os dias houve tempo para "A Hora do Conto" no Parque Biológico, onde histórias bonitas sobre a floresta, e sobre os animais que nela habitam, foram narradas para as cerca de 350 crianças que também visitaram o Parque durante esta semana.


Propriedade da Fundação ADFP, a mais eclética, a mais inclusiva, e a mais inovadora Instituição do Terceiro Setor em Portugal, o Parque Biológico segue uma lógica de integração e cerca de 70% dos trabalhadores sofrem de algum tipo de doença, deficiência física ou mental.


De salientar que Parque Biológico, que em conjunto com o Ecomuseu Espaço da Mente e o Templo Ecuménico Universalista forma o Trivium, conta já com cerca de 404 mil visitantes vindos de todo o país, e 4 cantos do mundo, para conhecerem aquela que é a maior amostra de fauna e flora selvagem de Portugal.

Comentários